Até nunca mais

21 dez

Você pode enganar todas as meninas da cidade. Só lembre-se: ela não é uma delas. Ela nunca foi, porque seria agora? Só porque você chegou e virou a vida pelo avesso, transformou o que era certo em errado, mudou a cara pelo coroa. Não se engane, meu bem. Ela sabe como agir e ela definitivamente irá agir.

Em um dia qualquer ela olhou para o lado e simplesmente não sabia o que fazia ali. Não sabia se eram as taças a mais os pensamentos a mais. Aquilo não a pertencia, aquilo nunca seria dela. Uma pena?  Uma sorte? E, felizmente, ela nunca se contentou com pouco. Nunca quis ser a segunda opção, a personagem secundária ou a tapa buraco. Ela não pertence a você, ela nunca vai pertencer a nada. Ela pertence somente ao mundo.

Pegou seu sapato vermelho – combinando com seu rosto demonstrando vergonha – e sua dignidade um pouco abalada e saiu porta a fora. Ela nunca olhou pra trás, ela nunca pensou em uma segunda chance. Segunda chance existe para os fracos conseguirem tomar atitudes sem um peso a mais nas costas, não pra ela. Muitos pensamentos, muita dor de cabeça. É, talvez o culpado disso tudo tenha sido realmente o champanhe da noite passada. Ou a vodka. Ou ela. Ou ele.

Ela não se desesperou, ela nem ao menos chorou de verdade. Lágrimas de crocodilo nunca foram seu problema. Fingia tão bem que até parecia você quando falava que a amava. Tudo mentira. Tudo balela. Lavou seu rosto, mas isso não foi o bastante para tirar as lembranças de sua mente. Mas afinal, o que seria o bastante? Mágoas, mentiras, lágrimas. Agora algo a dizia que aquilo tinha chegado ao fim.

Ela saiu e fechou a porta. Ela saiu e fechou seu coração. Até nunca mais.

 

Anúncios

42 Respostas to “Até nunca mais”

  1. Lizziane 21 de dezembro de 2010 às 00:14 #

    Adorei!

  2. Cristina 21 de dezembro de 2010 às 00:15 #

    Você é simplesmente um gênio. Estou aqui de queixo caído com a perfeição desse relato, com certeza me encaixo (como muitas mulheres) nessa situação…

  3. @amandarodrigues 21 de dezembro de 2010 às 00:16 #

    Venho sempre ver se tem novidades, eésimplesmente demais os textos do @vfeminina 🙂
    Parabéééns

  4. Ana Carolina 21 de dezembro de 2010 às 00:16 #

    mais uma vez né, eu me surpreendi com o post de vocês.
    Eles sempre me inspiram no que eu devo ou não fazer.

  5. ;D 21 de dezembro de 2010 às 00:16 #

    Perfeitooooo! *____*

  6. Luana 21 de dezembro de 2010 às 00:17 #

    Eu sai, mas deixei a porta aberta. 😦

  7. Maria Pipilha 21 de dezembro de 2010 às 00:19 #

    De todo o relato, a única parte que não me identifiquei foi “lágrimas de crocodilo”. Porque ainda não aprendi a fingir tão bem quanto eles…

  8. Mulheres Pensam 21 de dezembro de 2010 às 00:20 #

    Se todas soubessem recomeçar assim, com essa segurança e essa certeza de que por mais que demore toda essa dor vai passar.
    Já tive que recomeçar algumas vezes mas confesso que uma dessas vezes me dói até hoje.
    Beijos Diva.

  9. germana 21 de dezembro de 2010 às 00:21 #

    MUITO BOM. sem mais.

  10. ariellabs 21 de dezembro de 2010 às 00:23 #

    ótimooo

  11. Drikinha 21 de dezembro de 2010 às 00:24 #

    Perfeitoo..!

  12. Amanda 21 de dezembro de 2010 às 00:25 #

    Nossa, mas aconteceu exatamente assim comigo! Escreva mais vezes aqui no blog, gata =**

  13. Keylane Lima 21 de dezembro de 2010 às 00:25 #

    Muitooooooo bom musa.

    “Ela nunca olhou pra trás, ela nunca pensou em uma segunda chance. Segunda chance existe para os fracos conseguirem tomar atitudes sem um peso a mais nas costas, não pra ela. Muitos pensamentos, muita dor de cabeça. É, talvez o culpado disso tudo tenha sido realmente o champanhe da noite passada. Ou a vodka. Ou ela. Ou ele.”

    Ela sempre.

    • Jéssica 21 de dezembro de 2010 às 00:43 #

      ”Segunda chance existe para os fracos conseguirem tomar atitudes sem um peso a mais nas costas” ADOREI , falou tudo e mais um pouco …

  14. Karla Raisa 21 de dezembro de 2010 às 01:34 #

    quem nunca passou por isso q atire a pedra!
    adorei seu blog e a sigo sempre, pois seus posts são tão reais q parece q somos amigas de séculos!!!!
    =*

  15. Swamy Palmeira 21 de dezembro de 2010 às 09:16 #

    Adoreiiiiiiiiiiiiii… PERFEITO

  16. Ana Paula Sartor 21 de dezembro de 2010 às 09:37 #

    Nessas palavras, a retrospectiva de minha vida em 2010. Felicidade, dor e, finalmente, recomeço.

    Em 2011, uma nova história…

  17. Rebeca 21 de dezembro de 2010 às 09:40 #

    Amei o seu texto. Que mulher nunca fez(ou devia ter feito) isso.

  18. Mariela 21 de dezembro de 2010 às 09:52 #

    Mto bom o texto. É a maneira mais sensata e racional que nós, mulheres, temos de agir. Passei por isso recentemente e mto embora ainda morra de saudade, ainda deseje demais estar junto do cara, qdo decidi que seria “até nunca mais”, decidi pra sempre. Devemos sempre honrar nossas decisões.

  19. Carolina Lima 21 de dezembro de 2010 às 12:20 #

    Esse texto caiu como uma pluma em minhas mãos…rsssss

    • Morgan 21 de dezembro de 2010 às 19:51 #

      Eu sai, mas deixei a porta aberta (2)

      Adorei… Poxa, mas quem que o blog poderia ser atualizado com mais frequencia neh? Poxa, faz falta.. =]

  20. Marina 21 de dezembro de 2010 às 15:07 #

    A-D-O-R-E-I!

    Uma mulher com muita coragem e amor proprio!

  21. Lurdinha 21 de dezembro de 2010 às 22:31 #

    Poxa, excelente texto! Parabéns !!!

  22. Ayla 22 de dezembro de 2010 às 10:20 #

    Eu simplismente não consigo parar de ler! Iso vai ser meu ”pão diário” … 🙂

  23. docefuxico 22 de dezembro de 2010 às 15:39 #

    Escrever de forma leve e intensa é difícil, mas você consegue! Ótimo texto, amei! Parabéns.

  24. Maressa Lima 23 de dezembro de 2010 às 01:40 #

    Noooossa!A nossa diva estava com o espírito de qual autor byroiano?
    Diva sempre!!
    Aprendendo a cada dia…

  25. lila 23 de dezembro de 2010 às 18:19 #

    fico feliz q reativou o blog!
    e parabéns pelo post, adoreei!

  26. Patrícia Valente 26 de dezembro de 2010 às 16:04 #

    Adorei o texto (como sempre). Passo aqui diariamente, esperava por este novo post há muito tempo. Bjos.

  27. Ellis 29 de dezembro de 2010 às 08:24 #

    Nem preciso dizer que ADOREI, que é perfeito e que se encaixa na minha vida como todos os outros textos…
    Você escreve muito bem, pena que escreve tão pouco por aqui.
    Bjos

  28. FS 30 de dezembro de 2010 às 01:44 #

    ótimo seu blog.
    Beijos

  29. M 2 de janeiro de 2011 às 01:01 #

    Seu blog é otimo ! Estamos começando hoje com o nosso .. dá uma olhada? beijinhos

  30. Bella 3 de janeiro de 2011 às 16:38 #

    Simplesmente Extraordinário, amor próprio acima de qualquer coisa.

    bjs

  31. Sara 6 de janeiro de 2011 às 19:55 #

    leio todo dia! xD

  32. Aline 13 de janeiro de 2011 às 11:09 #

    Ameii o texto! Não só esse como outras que estava lendo agorinha mesmo! Amei, estou seguindo no twitter!
    Eu tenho um texto bacana, será que posso manda-lo??
    Bjs

    Aline

  33. Déia 22 de janeiro de 2011 às 23:19 #

    Adorei por ter lido exatamente a bronca que sempre damos em nós mesmas por cometermos de novo e de novo os mesmos erros! E de mostrar que, mesmo parecendo absurdo sair daquilo, no fim conseguimos ser bem mais fortes.

  34. Quel 23 de janeiro de 2011 às 23:37 #

    Este é sem duvida um dos melhores blogs para mulheres que eu já li.
    Enxergar a realidade das situações sem perder a sensibilidade feminina é uma ótima forma de fazer a nós, mts vezes cegas de paixão, entender as várias faces dos problemas de relacionamento.
    Parabéns querida, nós precisamos dessa sua dose de verdade para encararmos os relacionamentos como são, sem o nóias.

  35. sabrina 26 de janeiro de 2011 às 22:06 #

    Adorei! Com certeza as suas histórias são inspiração para outras pessoas também.

  36. Karla 27 de janeiro de 2011 às 13:55 #

    Nossa me identifiquei muito… terminei “O Noivado” hj, o cara nunca tinha tempo pra mim… O bom desta História é q eu sair como esta garota do “Até nunca mais”
    Ameii

    Parabens

  37. Mayara 27 de janeiro de 2011 às 23:14 #

    “Segunda chance existe para os fracos conseguirem tomar atitudes sem um peso a mais nas costas, não pra ela”

    Baita texto, parabéns! (:

  38. nanefly 28 de janeiro de 2011 às 15:34 #

    Realmente esta foi corajosa, dificil muitas vezes dar a volta por cima e seguir em frente. Mas é um incentivo para as mulheres,chorar tudo que tem que chorar, beber todas , secar as lagrimas e seguir em frente.
    Adorei!
    Bjs no coração

  39. Fabiana 2 de fevereiro de 2011 às 11:06 #

    Eu vi seu site por alguma indicação.
    Vc escreve super bem, parabéns!
    Somente uma pena vc não atualizar ele sempre!
    Fica meses sem msg.
    Mas suas frases são otimas e a coragem idem!

  40. instantfashion 15 de fevereiro de 2011 às 00:27 #

    to adorando seus textos, parabéns!

    beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: